PANDEMIA – Empresas adotam home office e cancelam viagens para prevenir coronavírus

PANDEMIA – Empresas adotam home office e cancelam viagens para prevenir coronavírus

Fiat, Usiminas, ArcelorMittal e Ambev dizem que produção não foi prejudicada, mas adotam medidas de combate à doença

Por RAFAELA MANSUR17/03/20 – 16h46

Home office, reforço na limpeza de ambientes e cancelamento de viagens são algumas das medidas que estão sendo adotadas por grandes empresas brasileiras ou com forte atuação no país como forma de prevenção ao coronavírus.

A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) intensificou a periodicidade e os procedimentos de limpeza dos ambientes de trabalho e refeitórios; instalou dispensadores de álcool em gel em pontos estratégicos; adotou uma distância mínima de dois metros entre os trabalhadores, inclusive na linha de produção; reduziu o número de assentos disponíveis no restaurante em 50% e os redistribuiu para garantir maior distanciamento entre os funcionários. O horário de funcionamento do restaurante também foi ampliado para evitar filas e concentração de pessoal.

Todos os eventos presenciais da FCA e as reuniões de trabalho com mais de dez pessoas foram cancelados. A empresa informou que estimula a utilização de recursos remotos, como salas de videoconferência, e, na área administrativa, estendeu a prática de smart working, que consiste em trabalho remoto com apoio de tecnologia. “A FCA tem como prioridade número 1 resguardar a saúde e a integridade de seus colaboradores e familiares, fornecedores, clientes, rede de concessionários e de toda a comunidade”, afirmou a companhia, em nota.

Segundo a FCA, a produção nas plantas na América Latina, inclusive em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, segue em ritmo normal, e não há previsão de redução ou paralisação da operação.

A ArcelorMittal informou que está monitorando a situação e que os empregados foram orientados a cancelar viagens a trabalho e evitar deslocamentos desnecessários, priorizando a realização de encontros via videoconferência. A empresa também suspendeu eventos externos e atividades com grande aglomeração de pessoas e adotou home office para equipes administrativas. Campanhas internas de conscientização estão sendo compartilhadas com os funcionários.

De acordo com a companhia, até o momento, nenhum caso de coronavírus foi identificado entre os trabalhadores, e não há impacto nas operações e na produção.

A Usiminas declarou que “vem tomando providências com o objetivo de proteger seus colaboradores e parceiros”. A empresa implantou home office para equipes administrativas, gestantes, pessoas com doenças crônicas ou com idade acima de 60 anos. Nas plantas da companhia, outras medidas de prevenção estão sendo adotadas, como aferição de temperatura na entrada, reforço na limpeza de ambientes e equipamentos, suspensão da entrada de visitantes, cancelamento de viagens e restrição de reuniões. Até o momento, não há impactos na operação da empresa.

Já a Ambev reforçou os protocolos de higiene e prevenção e restringiu viagens nacionais e internacionais, além de oferecer opção de home office para quem trabalha nos escritórios. A produção da empresa não foi afetada.

Posts