Metasita a sua casa de lutas sindicais

Reconhecido como entidade sindical no ano de 1952, o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos do Município de Timóteo e Coronel Fabriciano – METASITA, com sede em Acesita teve como primeiro presidente, o Dr. Pedro Sampaio Guerra.
Dezenove presidentes já passaram pela administração do sindicato, que tem como objetivo principal a defesa intransigente dos interesses dos trabalhadores metalúrgicos, em busca de melhores condições de vida e de trabalho. A principal empresa da base territorial do sindicato é a Acesita, empresa do grupo Arcelor Mittal, única produtora de aços inoxidáveis da América Latina.

Além do setor siderúrgico o sindicato representa os trabalhadores em metalurgia, materiais elétricos, mecânicos, desenhistas, projetistas e na área de informática, funcionários em empresas instaladas em Timóteo e Coronel Fabriciano.

No dia 13 de fevereiro a empresa Acesita fixou a jornada dos trabalhadores, sem que houvesse nenhuma discussão com o sindicato e onde os trabalhadores que laboram no turno de 7h às 15h ficam o resto de sua vida laborativa neste horário, os que laboram de 15h às 23h a mesma coisa, porém muitos que cursavam algum tipo de graduação foi obrigado a trancar sua matrícula devido a incompatibilidade de horários, e, os que ficaram de 23h às 7h, perderam completamente a sua vida social. Trabalham a noite toda e durante o dia precisam dormir. Acabou-se o convívio social, a participação na igreja e os momentos de lazer com a família.

A Acesita passou por um processo de fusão, por pouco tempo chamou Arcelor, depois foi comprada pelo Indiano Mittal e passou a se chamar ArcelorMittal Timóteo. Em 2011, como resultado do desmembramento do setor inox da ArcelorMittal surgiu a Aperam.

Presidentes

Lista de Presidentes desde a criação do Sindicato em 1952:
1952 à 1954 – Pedro Sampaio Guerra
1954 à 1956 – Estanil de Freitas
1956 à 1958 – José Pimenta
1958 à 1960 – Camilo Lelis Neto
1960 à 1961 – Manoel Ferreira da Silva
1961 à 1962 – Joaquim Gonçalves
1962 à 1965 – Geraldo dos Reis Ribeiro

Intervenção – Mandato Geraldo dos Reis Ribeiro
Foram três juntas governativa ficando por 1 ano e 16 dias
1964 – Sperancini
1964 – João Diogo Pereira
1964 – Joaquim Ferreira

1965 à 1970 – Antônio Brum>
1970 – Almir de Souza Ameno – Agosto/1970 – in memorian
1970 à 1978 – José Machado Sena
1978 à 1981 – Dermeval Julio de Andrade
1981 à 1983 – Antônio Vicente Xavier
1983 à 1987 – Almir de Figueiredo Murta
1987 à 1992 – José Geraldo Costa
1992 à 1995 – José Gonçalves Ribeiro
1995 à 1998 – Marinho da Costa Teixeira
1998 à 2001 – Gildásio José Ribeiro
2001 à 2004 – Kléber William de Sousa
2004 à 2007 – Kléber William de Sousa
2007 à 2011 – Carlos José de Vasconcelos Silva
2011 à 2015 – Carlos José de Vasconcelos Silva
2015 à 2019 – Antônio Marcos Martins

fala_companheiro

Uma boa Saúde começa aqui!